Bioquerosene da Total e Amyris, uma inovação eficiente e responsável

A Total está comprometida com o desenvolvimento de novas energias que emitam menos gases de efeito estufa. Assim como a energia solar, as bioenergias são um eixo de desenvolvimento estratégico para o Grupo, que está envolvido em ambiciosos programas de pesquisas ambientais com startups inovadoras, como a empresa californiana Amyris.
Juntas, a Total e a Amyris inovam para a aviação do futuro e desenvolvem um bioquerosene que reduz consideravelmente as emissões de CO2.

  • central_proof_amyris_1_pt_br

    É no laboratório de Emeryville, na Califórnia, que a equipe da Total e da Amyris realiza as suas pesquisas. Aqui, são testados o desempenho e a resistência de leveduras em fase de fermentação.

  • central_proof_amyris_2_pt_br

    A produção industrial do farneseno começou em 2013 na primeira biorrefinaria da Amyris situada no Estado de São Paulo, Brasil. Em segundo plano, os silos de fermentação do açúcar.

  • central_proof_amyris_4_pt_br

    Em junho de 2013, no Salão de Bourget (França), a Airbus, a Air France, a Safran e a Total simularam, pela primeira vez na Europa, um voo utilizando o biocombustível desenvolvido pela Total e a Amyris.

  • central_proof_amyris_7_pt_br

    Janeiro de 2014, aeroporto internacional de Abu Dhabi: a companhia Etihad Airways, em parceria com a Boeing, Total, Takreer e Masdar Institute, realizou o 1° voo de demonstração no Oriente Médio num Boeing 777 alimentado com biocombustível da Total e Amyris.

  • central_proof_amyris_8_pt_br

    Em setembro de 2014, a Lufthansa realizou um primeiro voo comercial entre Frankfurt e Berlim com o biocombustível certificado da Total e Amyris.

  • central_proof_amyris_5_pt_br

    Aeroporto de Blagnac em Toulouse, França.
    Entre outubro de 2014 e janeiro de 2015, o voo da Air France entre Toulouse e Paris "Lab'Line for the future" utilizou o biocombustível de aviação desenvolvido pela Total e a Amyris.

  • central_proof_amyris_6_pt_br

    Kamel é técnico de reabastecimentos no aeroporto de Blagnac em Toulouse, França.
    Ele reabastece aqui o voo Air France "Lab'Line for the future" com o biocombustível de aviação desenvolvido pela Total e a Amyris.

  • central_proof_amyris_9_PT-BR

    Maio de 2016: Total e Amyris forneceram biocombustível para 23 voos entre Nice e Paris, durante o Festival de Cannes, em parceria com a Air France.

Seguinte Prev
  • central_proof_amyris_1_pt_br
  • central_proof_amyris_2_pt_br
  • central_proof_amyris_4_pt_br
  • central_proof_amyris_7_pt_br
  • central_proof_amyris_8_pt_br
  • central_proof_amyris_5_pt_br
  • central_proof_amyris_6_pt_br
  • central_proof_amyris_9_PT-BR

Total e Amyris, uma parceria de ponta em biotecnologia

Desde 2010, a Total trabalha em parceria com a Amyris, uma empresa norte-americana especializada em biotecnologia, e no desenvolvimento de produtos renováveis – utilizados como combustíveis ou empregados na química "verde". Como parte desta parceria, a Total tem uma participação acionária na Amyris e as empresas mantêm um amplo acordo de colaboração em Pesquisa e Desenvolvimento.
Graças a suas pesquisas, as equipes desenvolveram um processo de transformação do açúcar em farneseno, uma biomolécula que é o principal produto da Amyris. Após uma etapa de transformação química, o farnesano - obtido a partir do farneseno - pode ser diretamente incorporado ao diesel ou aos combustíveis de aviação, sem demandar quaisquer ajustes técnicos. Produzido inicialmente no Brasil, numa usina certificada pela RSB (Roundtable on Sustainable Biomaterials), o farnesano permite reduzir em até 90%¹ as emissões de CO2 em comparação com combustíveis fósseis.

Uma solução eficiente para as companhias aéreas

Com o objetivo de se combater o aquecimento global, o setor de transporte aéreo está comprometido em estabilizar as emissões de gases de efeito estufa até 2020, bem como reduzi-las pela metade até 20502. Para se alcançar este objetivo ambicioso, sobretudo ao se considerar o crescimento contínuo do tráfego aéreo global, será necessário não somente melhorar o desempenho das aeronaves e dos motores em operações de solo e voo, mas principalmente promover o uso crescente de biocombustíveis de aviação.

A Total e sua parceira Amyris chegaram a uma solução completa: um bioquerosene contendo 10% de farnesano. Esta mistura permite reduzir 5% das emissões de CO2 e 3% das emissões de fuligem na exaustão das turbinas. 

Em junho de 2014, depois de dois anos de testes e diversos voos de demonstração, o biocombustível desenvolvido pela Total e pela Amyris obteve a certificação da ASTM International3, uma organização internacional que define as normas e propriedades dos combustíveis. Esta homologação permitiu o início da comercialização do bioquerosene junto às companhias aéreas e sua utilização pela aviação civil ao redor do mundo. Em dezembro de 2014, o bioquerosene obteve outro certificação importante no Brasil, ao ser aprovado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Os primeiros voos comerciais com o bioquerosene da Total e da Amyris  começaram no verão de 2014, no Brasil com a GOL, e na Alemanha com a Lufthansa. Entre outubro de 2014 e janeiro de 2015, este bioquerosene foi utilizado em voos regulares: na França, a linha "Lab’Line for the future" da Air France fez um voo por semana entre Toulouse e Paris. Em 2015, o farnesano recebeu o selo de qualidade Total Ecosolution4, atestando a sua ecoeficiência. Em 2016, a Total e a Amyris forneceram biocombustível para 23 voos entre Nice e Paris, durante o Festival de Cannes, e para a companhia Cathay Pacific em diversos voos entre Toulouse e Hong Kong, que tinham como objetivo a entrega de aviões Airbus A350 encomendados pela companhia à empresa aeroespacial francesa.

Em busca de um biocombustível competitivo e disponível em qualquer lugar

Para desenvolver a comercialização do bioquerosene, a Total conta com a excelência operacional da sua subsidiária Air Total International. Com 11 milhões de toneladas vendidas por ano, a Total é líder mundial na distribuição de combustíveis para a aviação. Operando em 300 aeroportos  em mais de 70 países, como líder de mercados na Europa e na África, a Air Total International traz toda a sua experiência técnica e logística para o desenvolvimento comercial deste novo bioquerosene.

A adoção em grande escala de biocombustíveis pelas companhias aéreas continua sendo um desafio para os próximos anos. A Total e a Amyris já se dedicam a buscar soluções mais competitivas e sustentáveis. O principal objetivo de longo prazo é fabricar este bioquerosene a partir de açúcares “celulósicos”, extraídos da parte não comestível de plantas. Com o progresso obtido até agora e em parceria com empresas inovadoras, a Total está ajudando a produzir biocombustíveis para aviação mais sustentáveis e acessíveis em escala global.

 

1 Environmental Science & Technology, 2014, 48(24), pp 14756-14763
2 Em relação às emissões de 2005 (fonte ATAG 2009)
3 ASTM: American Society for Testing and Materials
4 Total Ecosolutions consiste no desenvolvimento, em um espírito inovador e de progresso contínuos, de produtos e serviços que permitem aos nossos clientes profissionais e particulares melhorarem o seu comprometimento com o meio-ambiente.

Compartilhe este projeto