15/06/2016 - Notícias

Total assina Acordo de Cooperação Técnica com Universidade Federal do Pará

A Total E&P do Brasil assinou um termo de cooperação técnica com a Universidade Federal do Pará (UFPA). A formalização da parceria ocorreu dia 15 de junho, no auditório da Secretaria Geral da UFPA. Estiveram presentes o reitor em exercício, Fernando Arthur Neves, docentes da universidade, além de representantes da Total, como o diretor geral, Maxime Rabilloud, o diretor de Saúde, Segurança e Meio Ambiente, Cláudio Costa, e o diretor de Assuntos Corporativos, Ulisses Martins.

O acordo prevê a cooperação técnica e acadêmica entre as partes com o propósito de conduzir projetos e ações conjuntas, sobretudo na área de energia renovável, em favor do desenvolvimento socioambiental da região. Nesse sentido, o termo beneficiará as atividades de ensino local, de pesquisa e de gestão, uma vez que poderá promover, através da nova parceria, consultorias, conferências, publicações, programas de capacitação, entre outras atividades educacionais necessárias para o avanço cultural, social e tecnológico da região.  

Maxime Rabilloud, diretor geral da Total E&P do Brasil, reforça que a expectativa da empresa é, a partir deste termo, promover a pesquisa, educação, o intercâmbio de conhecimento e tecnologia, além de identificar oportunidades de parcerias entre a Total e a universidade. “A Total está na fase de licenciamento ambiental para a atividade de pesquisa exploratória na Bacia da Foz do Amazonas. Se os resultados forem positivos, a empresa poderá partir para a fase de desenvolvimento da produção de petróleo. O nosso projeto é de longo prazo, e parcerias como a realizada com a UFPA, uma instituição de referência nacional, são muito importantes para que estejamos preparados em termos de recursos humanos, conhecimento e tecnologia para atender às futuras demandas da indústria”, afirmou.

Como próximo passo, será realizado um workshop, em julho, para identificar oportunidades de trabalho em conjunto, não apenas no segmento de exploração e produção de petróleo, como também nas áreas ambiental, social, econômica, tecnológica, química, biológica e de energia renovável.